Empresas que acumulam grande quantidade de dados e não os armazenam de forma adequada, praticamente estão jogando ouro fora. Essa massa de informações pode ser transformada em importantes insights que podem proporcionar um direcionamento de crescimento para a organização. Para conseguir esse feito é preciso usar tecnologias de ponta como a Power Platform, uma solução robusta da gigante Microsoft.

Este artigo aborda com detalhes todos os pontos relevantes a respeito dessa incrível ferramenta. Você verá ao longo do texto como colaboradores podem desenvolver soluções tecnológicas mesmo sem ter conhecimentos em programação. Saberá também quais são os pilares que norteiam a aplicação mencionada, bem como conhecerá as vantagens proporcionadas.

Ficou interessado? Então, basta prosseguir com a leitura!

O que é o Microsoft Power Platform?

No dia a dia corporativo, é normal se deparar com desafios e problemas que necessitam de uma solução personalizada e rápida. Cada negócio é único e nem sempre as resolutivas generalistas disponíveis no mercado conseguem atender a demanda. Para esses casos, um conjunto de soluções da Microsoft Business Applications veio para promover grande ajuda às organizações: é o MS Power Platform.

Logo, o Microsoft Power Platform é uma plataforma que reúne cinco aplicativos low code e no-code:

  1. Power Apps
  2. Power Automate
  3. Power BI
  4. Power Pages
  5. Power Virtual Agents – Microsoft Copilot Studio

Individualmente, eles atendem necessidades específicas, mas juntos eles fornecem uma plataforma “empoderadora” para todos os profissionais de negócios, pois com a Power Platform algumas ações estratégicas não ficam apenas na responsabilidade do TI, já que esse pacote de soluções isenta o usuário de conhecimentos profundos em programação. Saiba mais sobre no post O que é low code?.

Por meio dos aplicativos presentes nesse pacote, é possível analisar um grande conjunto de dados com vistas a encontrar insights para direcionar melhor as decisões estratégicas da companhia. No entanto, as aplicações não param por aí, porque geralmente é necessário desenvolver uma solução para um problema eventualmente encontrado.

Então, entram em cena as demais funcionalidades da plataforma, que vamos detalhar um pouco mais para frente neste post. Mas antes, assista:

Quais são as soluções do MS Power Platform?

Essa ferramenta da Microsoft foi criada com o objetivo de sanar cinco problemas principais enfrentados pelas organizações: analisar dados, criar aplicativos e sites, automatização de processos e atendimento automatizado. Daí surgiram seus cinco grandes pilares, que são melhor descritos a seguir.

Análise de Dados = Power BI

Conforme a tecnologia avança, os dados gerados a cada segundo aumentam consideravelmente. Isso quer dizer que uma companhia pode reunir em um grande banco de dados todas as informações geradas por sua interação com fornecedores e, principalmente, clientes. A partir daí é possível identificar pontos de melhora que de outra maneira não seria possível alcançar.

Isso quer dizer que a solução para grande parte dos problemas de uma companhia está dentro dela mesma, e o desafio é reunir esse grande conjunto de informações de forma que algo útil possa ser extraído. É possível conseguir isso por meio de uma das ferramentas do Power Platform, chamada de Power BI. Trata-se de uma aplicação que simplifica a análise de dados, de modo que mesmo alguém que não seja do setor de TI consiga fazê-lo.

HORIZONTAL Infográfico como funciona o Dynamics 365 na prática

Desenvolvimento de Apps = Power Apps

Durante a análise de dados, pode ser que seja identificada a necessidade de criar uma solução para melhorar o desempenho interno de determinada equipe de trabalho. Tradicionalmente, o desenvolvimento dessa solução passaria pela contratação de empresas dedicadas à fabricação de software. O pacote Power Platform abrevia todo esse processo, tornando a criação da solução muito mais factível.

Isso é alcançado por meio do software Power Apps. Com ele, é possível criar aplicativos sem a necessidade de entender sobre códigos de programação, ou sabendo muito pouco. Esses são os conceitos de low-code e no-code que norteiam a plataforma. No primeiro caso, apenas um conhecimento básico é necessário para desenvolver uma aplicação, enquanto no segundo nem sequer isso. O Power Apps proporciona a programação sem as linhas de código.

Automação de Processo = Power Automate

O terceiro pilar do Power Platform diz respeito às tarefas repetitivas executadas por praticamente todos os setores de uma organização. Depois de analisado um grande conjunto de dados e identificadas as oportunidades de melhorias, pode ser necessário fazer a automação de processos, e o responsável por essa maravilha é o Power Automate.

Antes denominado de Microsoft Flow, a aplicação proporciona a criação de fluxos de trabalho automáticos que geram uma enorme economia de tempo da equipe de trabalho. É possível criar soluções que são ativadas apenas com o clique em um botão e toda a carga de trabalho repetitiva pode ser executada por meio da automação. Certamente é uma solução de grande valia para todas as empresas com fluxos de tarefas repetitivas.

Autoatendimento = Power Virtual Agents | Microsoft Copilot Studio

O Power Virtual Agents, que em 2023 mudou para Microsoft Copilot Studio, é uma solução baseada em IA – Inteligência Artificial de chatbot, que interage com seus contatos (leads, clientes, colaboradores, etc) a partir de uma interface gráfica guiada e sem código.

Criação de Site = Power Pages

E por fim, o último e mais novo pilar a Power Platform, o Power Pages para criação de portais e sites para todos os navegadores e dispositivos da Internet.

3 Benefícios do uso da Power Platform

Conheça as principais vantagens trazidas pela solução da Microsoft.

Gerenciamento Centralizado

O fato de o MS Power Platform ser a junção de cinco ferramentas permite que seja feito um controle e gerenciamento de forma centralizada. Isso se constitui em uma enorme vantagem do ponto de vista operacional, já que as soluções encontram-se na mesma plataforma.

Disso decorrem grandes avanços, como a velocidade de comunicação entre as equipes atuantes em determinado projeto. Não é necessário fazer consultas entre os times, pois os softwares estão disponíveis na nuvem de forma integrada. Sempre que for consultado, o trabalho estará atualizado de acordo com as últimas alterações, independentemente de quem as tenha feito.

Segurança

O compartilhamento de informações entre várias pessoas requer um alto nível de confiança no sistema, pois qualquer vulnerabilidade pode ser usada para favorecer uma invasão. O sistema Power Platform conta com elevada segurança em seus níveis de acesso, fazendo isso por meio de dados criptografados. Esse tipo de tratativa oferece maior garantia de que os dados não serão vazados.

Usabilidade

Esse é um ponto de muita relevância do sistema da Microsoft. A característica permite uma utilização facilitada, principalmente por conta dos conceitos de low e no-code abordados anteriormente. Isso permite que colaboradores que não são da área técnica consigam desenvolver soluções. Ademais, a integração com outros softwares já usados (como Excel, por exemplo) pode ampliar a produtividade do time.

Conclusão

O sistema Power Platform da Microsoft é uma verdadeira suíte de aplicações para desenvolver as mais variadas soluções dentro de uma organização. Por meio das suas cinco soluções é possível analisar dados, desenvolver aplicativos e automatizar rotinas. Encontrar um bom fornecedor da plataforma é o primeiro passo e deve-se contar com um bom suporte. É isso que faz a Smart Consulting, que já atende empresas de todo o Brasil há mais de 18 anos, proporcionando aumento de produtividade aos times.

Gostou do conteúdo? Então, entre em contato e conheça um pouco mais sobre o conjunto de softwares que pode alavancar os resultados da sua empresa!